Como será a mobilidade do futuro?

Congresso e Mostra Internacionais SAE BRASIL de Tecnologia da Mobilidade discutem de 14 a 18 de outubro inovações para um transporte mais eficaz e principalmente sustentável; eventos ocorrem simultaneamente à FENATRAN

Definir agora como será a mobilidade do futuro é um dos principais desafios do setor de transporte. A busca é por soluções que proporcionem maior qualidade de vida para as pessoas na hora de se locomover, conectando veículos e vias, otimizando recursos, sem deixar de lado o compromisso de preservar o meio ambiente. Nesse momento, novas tecnologias surgem como grandes aliadas ao desenvolvimento de alternativas para uma locomoção eficiente e, acima de tudo, sustentável.

Por isso, é possível dizer que o futuro da mobilidade está mais próximo do que se imagina. Atualmente o mercado apresenta tecnologias de ponta para que vias e veículos autônomos (ônibus, caminhões, trens, navios e aviões) sejam de fato inteligentes e funcionem de forma integrada. A presença de veículos híbridos e elétricos por ruas e estradas pelo mundo, por exemplo, é a prova de uma mudança que não está distante de se tornar realidade.

A eletrificação veicular tem gerado uma revolução tecnológica, tanto no âmbito dos veículos como na infraestrutura geral e de recarga das baterias. Estima-se que a venda desses veículos, somente este ano, deve chegar a 6,5 milhões de unidades pelo mundo, o dobro do número registrado dois anos atrás. E o futuro é bem mais promissor: aumento de 30% nas vendas em 2026. No Brasil, apesar da participação discreta de 3,9 mil unidades emplacadas em 2018, totalizando 14 mil veículos em circulação, a projeção para 2030 é de 180 mil carros eletrificados por ano, segundo a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), do Ministério das Minas e Energia (MME). O volume garantiria a participação de 3,5% em um mercado de 5 milhões de unidades. O cenário atual mostra que o futuro será composto por tecnologias que incluem veículos híbridos, elétricos puros, movidos a combustíveis renováveis e células de hidrogênio.

A busca por um transporte sustentável envolve diversas soluções tecnológicas, que serão apresentadas de 14 e 18 de outubro, durante o 28º Congresso e Mostra Internacionais SAE BRASIL de Tecnologia da Mobilidade 2019, que debaterá como tema central “Veículos e Vias Inteligentes – O Caminho para a Mobilidade Sustentável”. O evento ocorre no São Paulo Expo, simultaneamente à 22ª FENATRAN – Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Carga.

Para o presidente do Congresso SAE BRASIL 2019 Christopher Podgorski, que também é CEO e presidente da Scania Latin America, empresa host do evento, é fundamental entender como a inovação e a tecnologia estão afetando a sociedade e o setor de transporte. “Automação, conectividade e eletrificação são tendências que estão moldando as mudanças da indústria – elas assumem o papel de promover maior eficiência energética, segurança e a redução das emissões de carbono”, diz Podgorski. “Sabemos que hoje o transporte representa aproximadamente 14% das emissões de gases de efeito estufa. Esta é uma realidade da qual a Scania participa e quer ser parte da solução”, complementa.

O executivo ainda destaca que a necessidade de construir um caminho sustentável para mobilidade é um desafio de todos. “O Congresso SAE BRASIL é um fórum altamente credenciado e com maior autoridade para enriquecer o debate sobre as tendências e tecnologias disruptivas da mobilidade de cargas e de passageiros”, completa.

Inovações na Mostra Tecnológica
O público poderá conhecer as inovações tecnológicas, desenvolvidas por grandes marcas do setor da Engenharia da Mobilidade, que estarão expostas na Mostra Tecnológica. Participam da edição deste ano empresas como Aethra, Acument, Applus Idiada, Borgwarner, CBMM, Eaton, General Motors do Brasil, Gestamp, Hoganas/SKF, Infinite Foundry, Man (Volkswagen Caminhões e Ônibus), Maxion, Mercedes-Benz do Brasil, FCA, NEO Rodas, Nicro Bolta, Metalúrgica Fey, NSK, Robert Bosch, Scania, Schaeffler, Sulbrás, Toyota e Weber/Kolfix.

A jornada da Scania rumo a um ecossistema de Transporte Sustentável será um dos destaques da Mostra Tecnológica deste ano. A fabricante apresenta aos visitantes sua transição para a mobilidade do futuro com soluções de combustíveis renováveis, eletrificação, automação e cidades inteligentes. “É nosso propósito buscar um ecossistema de transporte e logística descarbonizado e inteligente, que seja melhor para os negócios, para o meio ambiente e para a sociedade”, ressalta Podgorski.

Entre as novidades, o público terá a oportunidade de conhecer o primeiro caminhão elétrico desenvolvido no Brasil, o VW e-Delivery, modelo da Volkswagen Caminhões e Ônibus, que acumula 15 mil quilômetros de testes de engenharia e condições reais com distribuição de bebidas para a Ambev na capital paulista. Nesse período, o veículo sustentável deixou de emitir mais de 11 toneladas de CO² na atmosfera e reduziu o consumo de diesel em mais de 3,3 mil litros. Recarregado com 100% de energia elétrica proveniente de fontes limpas, como eólica e solar, o veículo acumula 43% de energia do próprio sistema regenerativo dos freios. A partir desse desempenho, a empresa distribuidora anunciou a compra de 1,6 mil caminhões elétricos (1/3 da frota) até 2023, período em que já estará presente em 30 países.

“São 600 engenheiros dedicados a desenvolver veículos para mercados emergentes. Acreditamos fortemente no potencial de nossos profissionais e, por isso, participamos de eventos como o Congresso SAE BRASIL, em que são discutidas tecnologias, soluções e tendências. Trata-se de um celeiro para a geração de novas ideias e conceitos na indústria”, destaca o supervisor da área de Engenharia da Volkswagen, André Bogdan.

Inovações tecnológicas também serão apresentadas na Mostra pela Bosch, visando o futuro do transporte de pessoas e cargas mais automatizado e conectado. Um dos destaques será o aplicativo Perfectly Keyless, primeiro no mundo que substitui a chave analógica do veículo por funções no próprio celular. O sistema pode ser instalado em qualquer tipo de veículo, desde carro de passeio a caminhões e ônibus. A novidade evita possíveis contratempos com perdas e roubos, por exemplo, além de levar total conforto para as transportadoras, que podem gerenciar com flexibilidade quando e quais motoristas têm acesso aos veículos.

New Mobility
Novidades para o desenvolvimento sustentável da mobilidade também poderão ser acompanhadas no espaço New Mobility, que terá curadoria da SAE BRASIL. O público poderá conferir de perto, por meio de um programa de realidade virtual, o mock up do Hyperloop, o primeiro modelo de cápsula de transporte da Hyperloop TT em escala 1:1.

Os visitantes terão a oportunidade de experimentar a sensação de viajar na velocidade do som por meio de um programa de realidade virtual. Além de mover cargas e pessoas a velocidades sub-sônicas, o sistema Hyperloop TT gera excedente de energia, capturada do sol.

Esse modelo de transporte do futuro é feito em cápsulas aerodinâmicas, que viajam dentro de tubos magnéticos, que por sua vez são cobertos por painéis solares. Essa estrutura gera energia limpa para mover as cápsulas e abastecer cidades no entorno das linhas de transporte. O primeiro protótipo da cápsula iniciou sua fase de testes em 2018 e duas linhas experimentais já funcionam em Toulouse, na Franca, e em Abu Dhabi.

Painéis Temáticos debatem Mobilidade Sustentável
O futuro da mobilidade também será debatido no Congresso SAE BRASIL durante os Painéis Temáticos, que ocorrem de 15 a 18 de outubro, reunindo estudantes, profissionais, além das principais lideranças do setor.

No primeiro dia de Congresso (15 de Outubro), o painel “Transformação Digital” discutirá as tendências e avanços que impactarão a indústria da mobilidade brasileira e a sua sustentabilidade, destacando a eletrificação e tecnologias de redução de CO², conectividade, compartilhamento e serviços, além de veículos autônomos. O debate ocorrerá em dois momentos: showcase com a apresentação de tecnologias e mesa redonda.

No mesmo dia, o painel “Educação de Engenharia” trará um panorama sobre as melhorias necessárias na formação superior dos engenheiros. E, para fechar a programação do dia, o Painel “Presidentes” reunirá presidentes de empresas como Scania, Uber Brasil, DHL Brasil e ABB Brasil para discutir o tema central do Congresso.

O evento prossegue no dia seguinte (16 de Outubro), com o painel “Caminhões e Ônibus”, que reunirá profissionais também de outros setores relacionados à mobilidade para debater sustentabilidade e conectividade no transporte de cargas e passageiros. O painel “Ferroviário” destacará os benefícios econômicos, sociais e ambientais do transporte de cargas sobre trilhos.

Fechando o segundo dia, o painel “Engenheiros-Chefes” reunirá profissionais para discorrer sobre o ecossistema da mobilidade, fazendo um comparativo entre o cenário internacional com o nacional. Participam executivos de empresas como Ford, Renault, Volvo, Engie e Visteon South America.

O futuro da mobilidade também será debatido no terceiro e último dia (17 de outubro) do Congresso SAE BRASIL com o painel “Operações Industriais Conectadas”, que trará um panorama sobre o desenvolvimento sustentável das operações na indústria, diante de um cenário cada vez mais conectado. Na sequência, “Veículos Elétricos e Híbridos” reunirá especialistas para falar sobre as estratégias que estão sendo adotadas por suas empresas para atender a esta revolução, tanto nos veículos leves como nos pesados, e na área de segurança veicular.

A programação do Congresso será encerrada com o Painel “Internacional”, que promoverá o encontro entre lideranças executivas do setor no mundo para o desafio de apresentar visões sobre o que esperar num futuro próximo.

Trabalhos técnicos apresentam soluções para a Engenharia da Mobilidade
Com objetivo de apresentar soluções para a Engenharia da Mobilidade, o Congresso SAE BRASIL realiza também as Sessões Técnicas. Na ocasião engenheiros, que atuam em empresas e universidades apresentam trabalhos técnicos (papers) que se destacam pelo alto potencial de utilização e aplicabilidade por indústrias e áreas de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D).

Ao todo 112 papers serão apresentados nesta edição do evento. Testes e simulações ficaram no topo da lista dos temas recebidos pelo Comitê Técnico, seguida pela área de motores e transmissões.

“Esse resultado revela, de um lado, uma tendência do mercado de substituição de testes físicos por simulações visando redução de custo, e de outro, a maturidade do desenvolvimento de motores, cujo tema ainda assim ocupa o segundo lugar no interesse dos autores dos trabalhos técnicos. Este ano houve um aumento no número de trabalhos que tratam de veículos elétricos e híbridos, indicando o aumento da significância deste tema para o mercado nacional”, analisa chairperson do Comitê Técnico do Congresso SAE BRASIL, Gilberto Souza.

Os trabalhos concorrerão ainda ao prêmio “Melhor Paper Nacional” e “Melhor Paper Internacional”. O autor do “Melhor Paper Nacional”, além de receber uma premiação em dinheiro, será convidado pela SAE BRASIL a visitar e apresenta o seu paper na edição 2020 do Congresso SAE INTERNATIONAL, nos EUA. Os trabalhos passam por um processo de avaliação, cuja etapa final ocorre durante as apresentações diárias no evento. As diretrizes dos trabalhos devem estar de acordo com os critérios adotados pela SAE INTERNATIONAL.

Premiações
Como forma de incentivo, o Congresso SAE BRASIL 2019 promoverá ainda diversas premiações, como o Prêmio SAE BRASIL Jovem Engenheiro – Dr. Ozires Silva, que reconhece jovens profissionais da engenharia pelo desempenho em áreas de soluções inovadoras (produto e processo), aprimoramento da qualidade, redução de custos e sustentabilidade.

Já o Prêmio SAE BRASIL Estudantil – Educação de Engenharia destaca jovens recém-formados que estão dispostos a contribuir intelectualmente com o mercado da mobilidade nacional. Da mesma forma, o Prêmio SAE BRASIL Estudantil – Tecnologia da Informação é promovido anualmente e tem por objetivo estimular os estudantes dos ensinos técnico e superior de todo o país.

Outra premiação importante é a que consagra os “Destaques do Ano”, concedido a profissionais que foram referência em suas áreas de atuação.

As três empresas expositoras desta edição do Congresso SAE BRASIL que apresentarem em seus estandes os mais importantes destaques tecnológicos serão agraciados com o prêmio “Destaques Tecnológicos do Congresso SAE BRASIL”.

A principal premiação é o Prêmio SAE BRASIL, concedido anualmente a personalidades com amplo destaque nacional e internacional na área da mobilidade.

Sobre a SAE BRASIL
A SAE BRASIL é uma associação sem fins lucrativos que congrega engenheiros, técnicos, executivos, acadêmicos e estudantes de engenharia unidos pela missão de disseminar técnicas e conhecimentos relativos à tecnologia da mobilidade nos modais: automotivo, aeroespacial, ferroviário e naval.

A SAE BRASIL é o resultado de uma trajetória de empreendedorismo, que teve início em 1991 quando executivos dos segmentos automotivo e aeroespacial, conscientes da necessidade de abrir as fronteiras do conhecimento para os profissionais brasileiros da mobilidade face ao processo de globalização, tiveram a iniciativa de criar no país uma afiliada da SAE International.

Desde então a SAE BRASIL tem experimentado extraordinário crescimento, totalizando mais de seis mil associados e nove seções regionais distribuídas desde o Nordeste até o Sul do Brasil, constituindo-se na mais importante sociedade de Engenharia da Mobilidade do País.

SERVIÇO
28º Congresso e Mostra Internacionais SAE BRASIL de Tecnologia da Mobilidade
Datas
14 a 18 de outubro de 2019 – Mostra Tecnológica
15 a 17 de outubro de 2019 – Congresso SAE BRASIL
Local – São Paulo Expo
Inscrições e informações: http://portal.saebrasil.org.br/eventos/congresso

Arena ANTP 2019 reuniu mais de três mil pessoas para discutir mobilidade urbana em São Paulo

  • Novo formato deu espaço para players do setor contribuírem com ideias e soluções para construir cidades mais humanas e saudáveis
  • ANTP divulgou durante evento estudo inédito sobre o impacto dos aplicativos no transporte público

Durante os dias 24, 25 e 26 de setembro a Arena ANTP – Congresso Brasileiro de Mobilidade Urbana reuniu no Transamerica Expo Center, em São Paulo, os principais atores do ecossistema do transporte público para apresentar soluções e fomentar o debate em torno da mobilidade urbana. Mais de três mil pessoas estiveram presentes para visitar a feira de negócios e fazer uma imersão no conteúdo compartilhado durante as palestras, apresentadas por autoridades nacionais e internacionais, representantes das entidades do setor e grandes empresas.

O congresso contou com a presença de autoridades nacionais e internacionais, que compartilharam com o público os projetos de curto e longo prazo que cidades como São Paulo, Campinas (SP), Vitória (ES) e o Estado de São Paulo estão planejando e implementando para otimizar a mobilidade urbana e melhorar a vida das pessoas na cidade. Ações em andamento na América Latina também foram destaque compartilhadas a partir das experiências da subsecretária de Mobilidade da Cidade do México, Maria de Los Ángeles Muñoz, e o representante do metrô de Medelín, na Colômbia. E para falar sobre novas tecnologias pelo mundo, estiveram presentes Jeff Moore, Vice Presidente de Desenvolvimento de Novos Negócios da Trapeze, hoje uma das principais empresas do Grupo Canadense Volaris; Ana Reiley, Head da Global UrbanMobility; e Matt Blanks Vice Pres idente Global de Transporte na Mastercard.

Os debates da Arena ANTP envolveram desde políticas para maior incentivo da mobilidade ativa até ações necessárias para a evolução do transporte público estruturante nas cidades: ônibus e trilhos. Dentro disso, o debate envolve questões tecnológicas com serviços que facilitam o dia a dia dos usuários, como as novas formas de pagamento por meio de aplicativos, débito e crédito, e métodos por aproximação dos cartões nas catracas. Um dos lançamentos apresentados na feira foi o serviço de ônibus sob demanda da Metra, a UBus, que serve a região do ABC, em São Paulo.

Também fizeram parte do debate questões como segurança viária e acessibilidade, que são desafios permanentes da sociedade brasileira, e compliance no transporte público, um assunto recente nas discussões. Além de serem tratadas as questões de gênero no mundo da mobilidade urbana.

“A Arena ANTP 2019 foi um absoluto sucesso, este novo jeito de discutir a mobilidade urbana foi amplamente aprovado tanto pelos congressistas como por todos os patrocinadores e expositores”, declara Roberto Sganzerla, curador do Congresso. E completa: “Estamos em momento histórico e de grande transformação na mobilidade urbana. Ao mesmo tempo em que o setor precisa criar políticas priorizando o passageiro, há também os desafios de um transporte mais limpo, rápido e que se beneficia de tecnologias de conectividade e pagamento”.

A discussão também passou pela mobilidade elétrica. O tema “Matriz Energética” reuniu as entidades do setor e destacou as vantagens do HVO (HydrotreatedVegetableOil) ou Diesel Renovável com alternativas. Itamaraty e a Petrobras colocaram em evidência a importância do desenvolvimento de novas soluções para a mobilidade, do ponto de vista da energia limpa, sustentável e renovável.

A ANTP aproveitou para levantar a discussão em volta do crescimento do uso de aplicativos de transporte individual. A associação apresentou um estudo inédito em que avalia três cenários hipotéticos (migração da demanda dos ônibus para apps em taxas de 10%, 20% e 30%) e indica que o aumento dos quilômetros rodados por carros ((de 19% a 57%) provocaria maior emissão de poluentes, elevando a taxa entre 11,9% e 43,2%. Cresceria também a emissão de gases causadores do efeito estufa (CO2), que ficaria entre 21,3% a 77,5%. A taxa de acidentes com vítimas pode subir de 2,8% a 8,4%. E, com o aumento do trânsito, cresceria também o custo operacional das empresas de ônibus: 10,9% a 32,9%.

“As soluções de transporte devem ser pensadas e estimuladas, buscando a qualidade e sua sustentabilidade financeira, visando sempre o benefício coletivo. Desta maneira é possível reduzir o transito, a emissão de poluentes e criar um sistema cada vez mais eficiente e amigável às diferentes camadas da população”, afirma Luiz Carlos Néspoli, superintendente da ANTP.

O último dia do evento foi marcado por diversos debates divididos entre nove auditórios, que aconteceram simultaneamente. O destaque ficou para o painel apresentado por executivos da BR Distribuidora, que apresentaram a nova forma de gestão da empresa que acaba de passar pelo processo de privatização.Marcelo Cruz, diretor de Mercado Corporativo e Lubrificantes da BR Distribuidora, revelou que a empresa está se preparando para começar a produzir gás natural.

Sobre a Arena ANTP 2019 – Congresso Brasileiro de Mobilidade Urbana

A OTM Editora, que publica a Revista Technibus, e a MFontana Promoções resgatam o conceito do Congresso Brasileiro de Transporte e Trânsito, realizado pela ANTP (Associação Nacional dos Transportes Públicos), a cada dois anos, desde 1978. Dessa forma, surge uma parceria inédita, aliando a experiência e tradição na realização de eventos de transportes da OTM, à ANTP, uma das principais entidades promotoras de ideias, com qualidade e excelência técnica em seus estudos e conteúdos publicados para realizar a Arena ANTP 2019 – Congresso Brasileiro de Mobilidade Urbana. O objetivo do evento é promover a discussão dos aspectos que permeiam a mobilidade urbana no Brasil e no mundo, apresentando ações, programas de mobilidade urbana e de políticas públicas, na permanente defesa do transporte com qualidad e, do trânsito seguro, de cidades sustentáveis e com qualidade de vida, abrigando todas as formas de mobilidade nas cidades brasileiras. Ao longo desses 42 anos, a ANTP contou com a colaboração de seus associados – entidades públicas e privadas, da indústria, da operação, da gestão pública, consultorias, área acadêmica e de pessoas físicas – que fazem parte do Conselho Diretor e Fiscal, e auxiliaram na construção e manutenção em todos esses anos