Programa AutoRetorno do IQA ganha versão para Serviços Automotivos

  • AutoRetornoServiços Automotivos chega para garantir a segurança em saúde dos clientes e retomar os negócios
  • Programa foi customizado para o aftermarket automotivo e pode ser aplicado em oficinas de reparação, concessionárias, distribuidores e lojas de autopeças

Parceria com Sírio-Libanês assegura boas práticas de saúde e segurança

 

O IQA – Instituto da Qualidade Automotiva, apresenta o AutoRetornoServiços Automotivos, nova opção do Programa AutoRetorno, customizado para o aftermarket automotivo. Assim como o programa original, o AutoRetornoServiços garante a retomada segura dos negócios durante a pandemia da Covid-19, com foco na saúde e segurança das pessoas, e eficácia das operações, gerando, assim, a confiança que os clientes precisava para retornar às oficinas.

“O AutoRetornoServiços Automotivos conta com toda expertise dos profissionais do IQA, que atuam diretamente com este negócio ”, afirma Sergio Ricardo Fabiano, gerente de Serviços Automotivos do IQA.

O Programa pode ser aplicado em qualquer tipo de empresa que atua no aftermarket automotivo, como oficinas de reparação, concessionárias, distribuidores e lojas de autopeças, assim como comércios de veículos usados, locadoras, entre outros negócios que precisam da presença do cliente.

Saúde e Segurança 
OAutoRetornoServiços Automotivos atua na verificação dos riscos para a saúde e segurança de colaboradores e clientes das empresas participantes do programa. Para isso, o IQA firmou parceria com a área de Consultoria em Saúde do Sírio-Libanês, que desenvolve projetos em saúde para organizações públicas e privadas, cumprindo o propósito fundamental da instituição que é Conviver e Compartilhar.

“Esse é o grande diferencial do AutoRetornoServiços Automotivos. Todo os protocolos de saúde foram validados pelo Sírio-Libanês, referência no tratamento da Covid-19 no mundo, que analisou e validou todo o conteúdo de saúde e segurança para o retorno das atividades”, comenta Fabiano.

A proposta, segundo o gerente do IQA, é oferecer mais segurança para o consumidor ir a uma oficina, com confiança e transparência. “Isso facilita muito ao cliente voltar a frequentar o estabelecimento”, diz Fabiano.

Certificação 
A adesão ao Programa AutoRetornoServiços Automotivos culmina em uma certificação de conformidade com a implementação pela empresa das seguintes etapas do programa:
– Mapeamento dos pontos críticos;
– Análise de riscos;
– Implementação de controles e boas práticas;
– Monitoramento.

“Essas quatro etapas são de responsabilidade e execução pela empresa, e ao final o IQA realiza uma auditoria para validar a conformidade do processo”, explica Fabiano. Para um resultado positivo da avaliação, é emitido um Certificado de Conformidade para a empresa, e o direito de uso do Selo de Certificação AutoRetorno de forma a demonstrar a confiança aos colaboradores, clientes e sociedade.

Fabiano comenta ainda que a auditoria para obtenção do Selo AutoRetorno é realizada com a utilização de um sistema eletrônico de auditoria. “Consciente da necessidade de distanciamento social, e para evitar contatos, a maior parte do processo é remoto, o que demonstra a preocupação do IQA com as diretrizes de saúde e segurança do Ministério da Saúde e Organização Mundial da Saúde (OMS)”, afirma Fabiano.

 

O IQA – Instituto da Qualidade Automotiva é um organismo de certificação sem fins lucrativos especializado em mobilidade. Criado em 1995 por entidades do setor e do governo, o IQA oferece soluções que fomentam a qualidade e a produtividade nos canais de produção e pós-vendas, como certificação de produtos, serviços e sistemas de gestão; treinamentos; manuais e ensaios de laboratório. É parceiro de organismos internacionais e acreditado pela CGCRE (Coordenação Geral de Acreditação) do Inmetro. Acesse o site www.iqa.org.br.

ESPM abre inscrições para curso “O Pensamento Estratégico no Agronegócio”

Coordenado e ministrado por Dennis Giacometti, o curso é destinado a engenheiros agrônomos; gerentes e diretores de operação das áreas industrial, comercial, marketing, recursos humanos e desenvolvimento de produtos; acionistas do setor do agronegócio; e interessados em agribusiness. As inscrições vão até 13 de agosto: https://www.espm.br/educacao_continuada/o-pensamento-estrategico-no-agronegocio/

São Paulo, 28 de julho de 2020 – Com o objetivo de capacitar engenheiros agrônomos; gerentes e diretores de operação das áreas industrial, comercial, marketing, recursos humanos e desenvolvimento de produtos; acionistas do setor do agronegócio; e interessados pelo tema agrobusiness, a ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing) anuncia o curso online O Pensamento Estratégico no Agronegócio, que será coordenado e ministrado pelo professor Dennis Giacometti. As inscrições podem ser feitas até 13 de agosto, pelo link: https://www.espm.br/educacao_continuada/o-pensamento-estrategico-no-agronegocio/

Dados da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil apontam que as exportações do agronegócio brasileiro tiveram um recorde no acumulado de janeiro a maio, fechando em US$ 42 bilhões – o maior valor já registrado para os cinco primeiros meses de um ano. A alta foi de 7,9% em relação ao mesmo período de 2019. Em tempos do impacto da pandemia na economia global, os resultados mostram o quão robusto é o setor e revela a importância de trazer o pensamento estratégico como ferramenta para uma nova geração de profissionais. Ministrado a distância, de 17 a 20 de agosto, das 19h30 às 20h30, o curso O Pensamento Estratégico no Agronegócio tem por foco habilitar os profissionais a pensar e atuar, em um futuro próximo, no desenvolvimento de projetos de forma sistemática e interdependente por diferentes áreas da empresa; auxiliá-los na construção de marca – pautada por relações duradoras e sustentáveis entre o mercado e a sociedade. Além desses tópicos, o curso vai abordar a importância do conhecimento e autoconhecimento na gestão do negócio.

“Uma dúvida recorrente é se é possível construir uma marca de prestígio e valor no agronegócio, mesmo sendo commodity. Nesse curso de extensão, de maneira bastante prática, vamos mostrar quais são os fatores críticos para o sucesso dessa construção; como evoluir nas operações, do ponto de vista da gestão agrícola ou industrial; como construir conhecimento nesse segmento; qual o papel da transformação digital na gestão e cultura organizacional; a construção de redes para a formação de alianças estratégicas; e a elaboração de cenários para o desenvolvimento de um planejamento estratégico”, detalha Dennis Giacometti. Segundo o coordenador do curso, o formato de workshop permite uma troca maior entre alunos e professor – relacionamento baseado na proposta de construir e customizar uma trilha de aprendizado prático para que cada estudante tenha as demandas atendidas.

Sobre Dennis Giacometti | Consultor, publicitário e conselheiro de empresas, Dennis Giacometti é arquiteto de formação. Com mais de 40 anos de atuação profissional, atuou como pesquisador, idealizador e realizador de estudos psicossociais. Estudante independente das áreas de Psicologia e Filosofia, é voluntário de organizações sociais e consultor-associado da Adentro Consultoria – especializada em Gestão, Inovação e Estratégia de Marca. Entre os principais clientes atendidos: ABB, SEBRAE Nacional, Lojas Marisa, Leroy Merlin, Bosch, Stihl, Pirelli e Fiat, entre outras.

 

Mais informações sobre o curso | https://www.espm.br/educacao_continuada/o-pensamento-estrategico-no-agronegocio/

 

MAIS INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA

Sobre Dennis Giacometti e o curso

Betânia Lins betania.lins@gmail.com

Celular: (11) 9 7338-3879