Brasil conta com mais de 82,6 milhões de usuários no universo digital de games

● Pesquisa da Comscore revela que a categoria alcança mais de 65% da população digital no Brasil

● Games está entre as Top 15 categorias em número de visitantes únicos no País

● É a 5ª categoria na classificação em relação a tempo de consumo, com mais 43 bilhões de minutos assistidos ao mês

A Comscore apresenta os resultados da pesquisa O mercado de games no Brasil, que traz insights sobre como a categoria de games engaja sua audiência em uma análise das preferências, demografia e comportamento dos usuários. As informações foram apuradas com base em pesquisas proprietárias e métricas de ferramentas confiáveis, que projetam um grande potencial para o setor gamer no Brasil. Com mais 82,6 milhões de usuários, a categoria está entre as Top 15 principais em número de visitantes únicos.

O relatório identificou que a população digital brasileira é composta por aproximadamente 126,4 milhões de internautas. Desse total, mais 65% se conectam ao universo digital de games, 60,9 milhões utilizam apenas dispositivos móveis, 7,3 milhões acessam os jogos por mais de uma plataforma e 14,3 milhões se conectam apenas pelo desktop. Em relação ao tempo consumido, games é a 5ª categoria na classificação, com mais 43 bilhões de minutos no mês.

“O mercado de games no Brasil segue em constante expansão e mostra-se cada vez mais dominante. O país é o 4° maior mercado em usuários únicos no mundo na categoria de jogos on-line, e se mostra como a nação de maior alcance entre os usuários na América Latina. Isso mostra que continuamos sendo um importante mercado potencial para a indústria”, comenta Eduardo Carneiro, diretor geral da Comscore no Brasil.

Outro destaque do relatório aponta que a Twitch.tv, a maior plataforma de streaming de Live Games do mundo, adquirida em 2014 pela Amazon, é a líder em acesso entre as plataformas de transmissão de games online. Por meio dela, pessoas gravam a si mesmas em jogos on-line e compartilham sua performance com uma audiência ao vivo. O estudo indica ainda que o tema de online video games movimentou 664 milhões de impressões nas redes em dispositivos desktop em 2021.

O perfil do gamer brasileiro e suas preferências

Os dados da Comscore mostram que o público gamer no Brasil atualmente é formado 50,3% por homens e 49,7% por mulheres, mostrando mais equidade entre gêneros dos jogadores. Essa quebra de paradigmas no perfil do gamer brasileiro direciona a novas oportunidades para a indústria de jogos on-line, fugindo da exclusividade masculina. 

Além disso, o estudo aponta que, em relação ao tempo consumido na categoria, as mulheres consomem 10% a mais de tempo em games no mês do que os homens. O consumo entre as mulheres de 35+ é 51% maior do que o dos homens dessa faixa etária. Contudo, na faixa mais jovem, os homens de 18-24 anos passam 70% a mais do tempo na categoria.

“A indústria de games ainda tem uma abordagem de mercado predominantemente focada ao público masculino. No entanto, este estudo da Comscore mostra a crescente participação do público feminino nessa categoria. Por isso, as empresas que criam diálogos com consumidores gamers precisam ter um olhar mais abrangente para engajar diferentes perfis e se manterem releventes”, enfatiza Carneiro.

Empresas de jogos eletrônicos que mais fazem sucesso no Brasil

Outro recorte do relatório da Comscore analisa as marcas de destaque no mercado brasileiro. Os destaques variam entre o público feminino e masculino. Entre as mulheres, a Activision Blizzard, que assina jogos como Candy Crush, Farm Heroes e Call of Duty, fica em primeiro lugar, seguida por ROBLOX.COM, Google Play Games, MOONACTIVE.COM e Garena Online. Já entre os homens, as preferidas são, por ordem no ranking, ROBLOX.COM,  Google Play Games, Garena Online, Twitch.tv e Activision Blizzard.

O estudo também indica uma alta audiência de games nos dispositivos móveis, nos quais o número de visitantes únicos chegou a 62,5 milhões em maio de 2021.  A lista dos 10 top apps para 2021 é composta por: Activision Blizzard, Google Play Games, Garena Online, MOONACTIVE.COM, ROBLOX.COM, Supercell, PLAYRIX.COM, Zynga, MINICLIP.COM e Mojang.

Além disso, a pesquisa mostra que 67% dos influenciadores de games estão no meio mobile, o que originou um aumento de 18% no tempo consumido nesses canais e queda de 21% no total de minutos acessados por aparelhos desktop. Entre as propriedades mais acessadas por esses influenciadores, a Webedia Sites é o segundo principal player em tempo de audiência, perdendo somente para o Google Sites. Quanto ao perfil, a análise da Comscore indica que os influencers de games são majoritariamente homens das classes sociais ABC.

A categoria games nas redes sociais

A indústria de jogos é composta por empresas de videogames, times de E-sports, influenciadores e plataformas de streaming. Nas redes sociais, esses temas movimentaram 64,4 milhões, 27,5 milhões, 126,6 milhões e 841 milhões de ações, respectivamente. O que mostra o grande impacto da categoria no ambiente digital. No relatório da Comscore, o Instagram aparece como a plataforma com maior share dessas ações. A rede contabilizou um aumento de mais de 226% no volume de branded contents no primeiro semestre de 2021, enquanto no Facebook houve decréscimo de 60%.

O Twitter aparece como destaque para as ações voltadas aos influenciadores do universo gaming. A rede foi identificada como a plataforma com maior share de ações desses criadores no primeiro semestre de 2021. Já entre as plataformas de streaming, a análise indica que esses canais de vídeos relacionados a games receberam 841 mil ações no Facebook, Twitter e Instagram de janeiro a junho de 2021. O Twitch foi responsável por 96% do engajamento, sendo o destaque entre as plataformas.

Em relação aos times de E-sports, o Instagram é responsável pelo maior engajamento, reportando crescimento 148% na taxa no primeiro semestre do ano. A plataforma também é destaque para os conteúdos sobre videogames, demonstrando crescimento de 12% em engajamento no período analisado pela Comscore.

O relatório completo da pesquisa O mercado de games no Brasil pode ser acessado em: [link].

Metade dos profissionais brasileiros que estão trabalhando remotamente esperam uma volta aos escritórios nos próximos 6 meses, diz LinkedIn

Com novas perspectivas para a volta aos escritórios, os profissionais de todo o mundo começam a se perguntar como será trabalhar novamente no formato presencial. De acordo com o Índice de Confiança do Trabalhador do LinkedIn, a maior rede social profissional do mundo, 51% da força de trabalho brasileira já foi comunicada que este retorno será nos próximos seis meses. Além disso, 4 em cada 10 profissionais receberam indicações de que poderão trabalhar em casa no longo prazo e/ou opções de horários flexíveis.

Este cenário reforça o sentimento de confiança dos trabalhadores quanto à busca de emprego, renda e carreira. Em julho deste ano, o índice atingiu uma média de 63 pontos, apresentando uma leve alta e permanecendo estável se comparado aos últimos meses.  Entre os principais motivos apontados para justificar este otimismo estão a confiança na experiência de trabalho e educação individual, perspectivas de aumento de renda e desenvolvimento de carreira. Por outro lado, a falta de oportunidades no mercado e a situação da pandemia de covid-19 são considerados fatores que desencorajam os profissionais.

Diferentes gerações no mercado de trabalho 

De modo geral, os profissionais brasileiros estão sendo cada vez mais motivados a retornarem a um local de trabalho físico.

A pesquisa do LinkedIn aponta que a geração Z é a que se mostra mais entusiasmada pela ideia de ter um espaço físico focado apenas no trabalho. Para estes profissionais, a possibilidade de avançar na carreira o quanto antes e os benefícios oferecidos neste ambiente também são encorajadores nesta volta.

Dois terços desses jovens afirmam que a ideia de se arrumarem para o trabalho é mais um incentivador. Por outro lado, menos da metade dos millennials se sentem desta forma. Para eles, assim como para a geração x e os baby boomers, a oportunidade de colaborar pessoalmente e a socialização com colegas e clientes são os mais motivadores.

E, diferentemente da geração z, os baby boomers não vêem tanta vantagem em ter um espaço só para as tarefas do dia a dia, assim como não acreditam que serão capazes de tirar proveito das vantagens do ambiente físico quando comparado ao que o formato remoto oferece. Eles afirmam que a sensação de conforto associado ao período pré-pandemia, atrelado a um sentimento de “agora está do jeito que costumava ser” é um dos principais fatores que os motivam a voltar.

Metodologia

O Índice de Confiança do Trabalhador do LinkedIn é baseado em uma pesquisa quantitativa única distribuída aos usuários da rede por e-mail a cada mês. Mais de 400 inscritos responderam à consulta no Brasil durante o mês de julho. Os usuários são amostrados aleatoriamente e devem ser incluídos na pesquisa para participar.

Os resultados representam a percepção do cenário socioeconômico do Brasil por meio do LinkedIn; as variações entre a associação do LinkedIn e a população geral do mercado não são contabilizadas. As pontuações do índice de confiança são calculadas atribuindo uma pontuação a cada respondente (-100, -50, 0, 50, 100) com base no quanto eles concordam ou discordam de cada uma das três declarações e, em seguida, localizando a pontuação média composta em todas as declarações. As pontuações são calculadas em média em duas ondas de coleta de dados para garantir uma leitura precisa das tendências.

  • Definições de faixa etária:

○ Geração Z = menos de 25 anos

○ Millennials = Entre 25 e 39 anos

○ Geração X = Entre 40 e 54 anos

○ Baby Boomers = 55 anos ou mais

Microsoft realiza maior evento digital da América Latina para ecossistema de parceiros

A Microsoft realizará nos próximos dias 24, 25 e 26 de agosto o LATAM Virtual Partner Connection (VPC), maior evento digital da companhia na região voltado aos parceiros. Realizado em português, o VPC contará com mais de 70 sessões mediadas por especialistas da Microsoft de diferentes indústrias e segmentos, que abordarão as principais tendências digitais para os próximos meses, além de orientações para inovação e desenvolvimento de soluções para o fortalecimento e impulsionamento do mercado.  

Apenas no Brasil, são mais de 25 mil parceiros da Microsoft que poderão usufruir de conhecimento nas sessões técnicas, comerciais e por indústria, e se conectarem às novidades que devem ser referência no uso da tecnologia. “O Latam Virtual Partner Connection é fundamental para o nosso alinhamento com o ecossistema de parceiros. Acreditamos que nenhuma transformação se faz sozinha e, dessa forma, conseguimos seguir com o propósito de apoiar a evolução tecnológica na região e trocar conhecimento com o nosso ecossistema que é fundamental para ampliar a capilaridade da inovação, ampliando o seu alcance”, comenta Danni Mnitentag, vice-presidente de parceiros e canais da Microsoft Brasil.  

O evento está aberto para inscrições por meio da sua página oficial.   

Conheça o processo de antifraude e como ele tem auxiliado negócios digitais

Com o aumento no número de negócios realizados de forma online, sejam compras, pagamentos ou investimentos, surgem ótimos resultados, como o aumento na confiança sobre pagamentos online, que levou 7,3 milhões de brasileiros a comprar online pela primeira vez no primeiro semestre de 2020, segundo um levantamento Ebit/Nielsen.

Por outro lado, surgem também pontos de atenção, como meios de pagamento disponíveis, canais de atendimento ao cliente e, é claro, o risco de fraudes. De forma objetiva, a fraude é uma ação ilícita que busca enganar uma pessoa ou instituição. Na prática, existem diversos tipos de fraudes, como falsificar documentos de identidade, gerar boletos falsos e enviar para o e-mail da vítima, clonar cartões de crédito, roubar dados em sites enganosos, entre outros.

Para que as empresas se protejam desse tipo de situação, é importante implementar uma estratégia antifraude. Além de evitar prejuízos financeiros, uma prática para prevenção de fraudes garante maior segurança, aumenta a credibilidade do negócio e proporciona maior satisfação aos clientes. Nesse cenário, três estratégias ganham destaque na prevenção de fraudes: Validação cadastral; OCR; e Face Match.

Validação cadastral

A validação cadastral é uma forma de autenticar a identidade de um determinado usuário para evitar que golpistas acessem informações sigilosas. Esse método consiste em processar dados recebidos e verificá-los para avaliar sua veracidade. Atualmente, existem sistemas especializados em realizar a validação cadastral com a ajuda da tecnologia.

OCR

OCR é sigla de Optical Character Recognition, uma tecnologia de checagem rápida de dados. Na prática, ela permite converter artigos digitalizados em textos editáveis. Com isso, é possível apenas copiar as informações e colá-las em um sistema de busca para avaliar a veracidade dos dados. O OCR torna o processo antifraude mais ágil, economizando tempo de clientes e empresas.

Face Match 

O Face Match é, como o nome indica, um sistema tecnológico baseado no reconhecimento facial. Esse método consegue analisar o rosto de uma pessoa e avaliar se ele corresponde ao cadastrado no sistema. Assim, se alguém que não possui as características da pessoa cadastrada tentar entrar no sistema, a tecnologia não permite que o golpista tenha acesso às informações guardadas. Trata-se de uma metodologia moderna e segura que permite autenticar a identidade dos usuários com rapidez.

Data Engine e Guide Investimentos

O Data Engine é uma solução da Cedro Technologies que auxilia empresas a evitarem fraudes, por meio de diferentes processos de consulta e validação de informações. Uma das funcionalidades que reduz o risco de fraudes é a validação cadastral. Enquanto o cliente realiza o cadastro no site, o Data Engine, simultaneamente, faz consultas em fontes diversas, que irão validar a autenticidade dos dados.

Um dos clientes que utiliza o Data Engine desde 2017 para a prevenção de fraudes é a Guide Investimentos. Com a solução, a empresa do setor financeiro modernizou o cadastro online de clientes e também o processo de validação cadastral. Essa mudança tornou o Data Engine a principal ferramenta no processo cadastral da Guide.

De acordo com a Gerente de Cadastro Institucional da Guide Investimentos, Ingrid Vital, ainda houve redução de erros no cadastro e mais agilidade, de forma que o tempo total de cadastro na Guide, do onboarding até a validação e aprovação, dura em média 10 a 12 minutos.

Além de ajudar empresas a reduzirem fraudes, o Data Engine simplifica processos de compliance e validação cadastral. Com mais de 2 mil clientes ativos, 60 mil validações cadastradas, 130 mil dossiês gerados e 103 fontes de dados disponíveis para os usuários, ele é a plataforma de automação de processos que mais cresce no mercado.

Cada vez mais humanizados, chatbots melhoram resultados das empresas

Os chatbots, desenvolvidos para interagir com humanos em conversações por texto, estão entre as tecnologias que vêm se destacando no mundo dos negócios graças à crescente demanda dos consumidores por uma experiência digital 24 horas por dia, 7 dias por semana, o que se intensificou por conta da pandemia da Covid-19.

De acordo com o Mapa do Ecossistema Brasileiro de Bots 2020, o uso de inteligência artificial no relacionamento entre empresas e clientes ganhou ascensão no último ano.  De 60 mil passou para 101 mil o número de robôs de conversação no Brasil só em 2020, um aumento de 68%. E, segundo pesquisa da Grand View Research, de abril de 2021, o uso de chatbots deverá crescer 24,9% de 2021 a 2028 no mundo. 

Outro fator que contribui para o aumento do uso desta tecnologia é a redução dos custos operacionais e a melhora no desempenho das empresas, uma vez que são baseados em Inteligência Artificial e Machine Learning, tecnologias que vêm sendo aprimoradas, com custo final cada vez mais atraente, o que só ajuda no avanço da utilização pelas empresas.  

“Os consumidores precisam de atendimento efetivo, imediato e atemporal, não apenas no horário comercial. Os chatbots são as opções viáveis para resolver esse problema, já que podem responder instantaneamente milhares de perguntas ao mesmo tempo, proporcionando uma comunicação contínua com o cliente”, comenta Kiko Carvalho, CMO da Olos Tecnologia, empresa especializada na automação do relacionamento entre clientes e empresas.

Ele explica que o Olos Chatbot pode ser integrado à plataforma omnichannel da Olos, o OlosChannel, que reúne em uma única suíte, diversos canais de atendimento nos mundos voz e texto, como Ligações telefônicas, WhatsApp, Facebook Messenger, SMS bot, Skype, Telegram e o Webchat do site.

“Nossa solução permite o desenvolvimento de chatbots personalizados, e de acordo com o negócio do cliente. Usamos diálogos predefinidos e customizados para promover o autoatendimento por meio de linguagem natural integrada à inteligência artificial. Também criamos personas, com nome e perfil sob medida, gerando maior identificação com a marca e afinidade para se relacionar com a mesma, tudo para gerar um ambiente propício para o fechamento de negócios”, elucida Carvalho sobre a solução.

A plataforma omnichannel da Olos permite que todos os canais de atendimento possam ser integrados, deste modo, o histórico do atendimento fica armazenado, mesmo que a conversa com um cliente tenha iniciado pelo SMS ou Ligação telefônica, terminando no Whatsapp, por exemplo.

Outra inovação, foi o lançamento do primeiro bot não binário do Brasil. Batizado de Lupi, é o primeiro assistente virtual caracterizado por gênero neutro, idealizado para promover a diversidade também no ambiente virtual.

“Conseguimos criar um robô que não é simplesmente um chatbot com respostas fechadas. Ele está preparado para dar respostas semiabertas, consegue tratar e entender o que o cliente deseja. A partir dessas informações que ele colhe, conseguimos dar um atendimento personalizado e sugestões das melhores opções de produtos ao cliente”, explica Bruno Rey, CSO da Olos.

Validity realiza ‘webinar’ sobre como vencer na Black Friday

O evento “Preparando-se para a batalha: como vencer na Black Friday” acontece no dia 25 de agosto e discutirá estratégias de e-mail marketing com participação de executivos da Centauro/Grupo SBF e da C&A Brasil

A Validity, fornecedora líder de soluções de qualidade de dados e sucesso de e-mail marketing, realiza no próximo dia 25, às 11 horas, o webinar “Preparando-se para a batalha: como vencer na Black Friday” com informações e insights para varejistas sobre a data. O evento discutirá estratégias para criar uma campanha de e-mail marketing diferenciada para as vendas do período, que é o mais aguardado pelos varejistas e clientes em um ano no qual a expectativa é de novos recordes no setor. 

O webinar terá apresentação do diretor de Customer Success LATAM da Validity, Rodrigo Mesquita, e dos gerentes de Customer Success LATAM, Thiago Catino e Paulo Vieira. O evento também contará com a participação de Marcos de Lima Fabricio, gerente de CRM e Performance da Centauro/Grupo SBF e de Thays Oliveira, Coordenadora de CRM da C&A Brasil, que compartilharão suas experiências de sucesso. 

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas pelo link: https://bit.ly/3iOytkQ.

 

Serviço:

Webinar “Preparando-se para a batalha: como vencer na Black Friday”

Data e hora: 25 de agosto de 2021, 11h

Inscrições: gratuitas pelo link https://bit.ly/3iOytkQ

PagBank PagSeguro apresenta sua nova campanha publicitária da Conta Rendeira PagBank

A Conta Rendeira oferece aos clientes rendimento de 10% a mais que a poupança, sem limite de valor e sem precisar fazer nada

São Paulo, 18 de agosto de 2021 – O PagBank PagSeguro, que promove soluções inovadoras em serviços financeiros e meios de pagamento e é empresa líder em quantidade de clientes no segmento de maquininhas de cartão, apresenta a sua nova campanha publicitária da Conta Rendeira PagBank. O produto já se encontra disponível no super app PagBank, e oferece benefícios de rendimento garantido para os mais de 11 milhões de clientes ativos, assim como para quem deseja utilizar os serviços do banco digital completo de maneira prática, segura e sem burocracias.

A nova campanha é estrelada pela atriz Alessandra Negrini e traz a comparação entre as contas de outros bancos e a conta do PagBank, em que o dinheiro rende sem parar, sem limite de valor e sem precisar fazer nada. A campanha foi gravada seguindo todos os protocolos de segurança contra a Covid-19. Ela será divulgada no UOL, outras mídias online, TV aberta, jornais e OOH.

A Conta Rendeira PagBank pode ser uma conta CPF ou CPNJ e oferece aos clientes vantagens como rendimento automático de 10% a mais que a poupança (100% do CDI), transferências e PIX ilimitadas, e gratuitas para qualquer banco, empréstimos, e pagamento de contas e qualquer boleto (condomínio, escola, contas diversas, etc.) com cartão de crédito de qualquer banco em até 12 vezes. Além disso, é possível fazer recarga de celular e ganhar 2% do valor de volta e ainda ter um cartão internacional grátis, que pode ser utilizado para compras em lojas, na internet e para pagar aplicativos e serviços como Uber, Spotify, Google Play, etc. No PagBank, tem diversas opções de seguros, como seguro para celular, seguro residencial, e também o Shopping PagBank, que reúne quase 70 das melhores marcas em um só lugar e o cliente ainda recebe dinheiro de volta em todas as compras.  No PagBank, ainda é possível fazer aplicações em fundos de investimentos e também em CDBs, que chegam a render mais que o dobro da poupança (200% do CDI) com liquidez diária e com garantia FGC. Todos os clientes que aplicam nos CDBs podem também pedir um cartão de crédito VISA internacional, totalmente grátis, sem anuidade e com limite de até R$ 100 mil.

Todos esses serviços são realizados pelo próprio celular no super app PagBank, de maneira simples e com total segurança. Para abrir uma conta no PagBank PagSeguro, baixe o super app e crie sua conta grátis em menos de 3 minutos. Para mais informações acesse: pagbank.com.br

Para visualizar o filme da campanha, acesse: https://youtu.be/Sfdwp0AZVAo

Conheça os melhores softwares de gestão financeira para organizar suas contas

Com a evolução tecnológica, os softwares se tornaram importantes facilitadores. Especialistas da Express CTB dão dicas de plataformas para te ajudar a manter as contas organizadas e em dia.

É certo que a adoção de um controle financeiro é uma das tarefas mais importantes no âmbito empresarial. No entanto, é dotada de certa complexidade que, por muitas vezes, leva o gestor a negligenciar essa medida tão fundamental no desenvolvimento da empresa.  

O grande vilão e responsável por este “desinteresse”, é a falta de conhecimento específico sobre o tema. São muitos os empreendedores que conseguem ter insights geniais de produtos e serviços para o seu negócio, mas ficam limitados com a administração de elementos de gestão.  

Felizmente, nas últimas décadas a tecnologia transformou a sociedade na totalidade, de modo, que em outros tempos, era simplesmente inimaginável. E logicamente a automação de processos também chegou para auxiliar a gestão empresarial.  

Assim, as boas práticas de gestão passaram a se valer de inúmeras soluções tecnológicas com o intuito de simplificar, organizar e agilizar os processos internos em todas as áreas da empresa, proporcionando redução de custos e auxiliando na gestão, como, por exemplo, na adoção de softwares de gestão financeira. 

Segundo João Esposito, economista e CEO da Express CTB – accountech de serviços empresariais “Ao realizar a gestão de finanças através de softwares especializados você garante a consistência da informação. Uma vez que, todos os dados estão ali disponíveis, em um só lugar, e a um clique podem ser transformados na informação que você precisa. Isso é capaz de otimizar o tempo drasticamente”.

Os melhores softwares de gestão financeira

#01. Granatum 

O Granatum se traduz em organização e inteligência financeira para sua empresa, é um dos melhores softwares de gestão de empresas, confiável e consolidado no mercado, entrega organização e inteligência para as finanças da sua empresa.  

Essa plataforma funciona de maneira online, e também oferece um App para sistemas operacionais Android e IOS. Através dela é possível controlar tudo pelo seu smartphone.  

#02. Conta Azul 

O Conta Azul é um dos sistemas mais conhecidos quando o assunto é software de gestão financeira. E tem como característica ter funcionalidades bem completas e intuitivas, ou seja, é de simples operação e oferece serviços em nuvem.  

Outras soluções que o Conta Azul entrega é o auxílio na gestão de estoque, emissão de boletos e emissão de notas fiscais, além de contar com um aplicativo de gestão de caixa. 

É uma plataforma bem interessante para empresas de pequeno e médio porte, porque permite controlar tanto aspectos financeiros como de gerência em um único lugar.  

#03. QuickBooks 

Esse é mais um software de gestão financeira bem interessante. O QuickBook também é visto como um dos melhores quando o fundamento é finanças e contabilidade. Ele oferece serviços de: acoplamento de fluxo de caixa, emissão de notas fiscais, emissão de boletos, controle de estoque, controle financeiro e relatórios financeiros. 

O QuickBooks pode ser oferecido em duas versões, a primeira é o Quickbooks Online, com funcionalidades mais completas; enquanto o segundo, indicado para pequenos empresários e profissionais liberais, é denominado de Quickbooks ZeroPaper. 

#04. Nibo 

O Nibo é uma plataforma de gestão simples e eficiente onde o gestor pode acompanhar seu fluxo de caixa, organizar suas contas a pagar e a receber. Além de automatizar seus processos de cobrança, tudo de forma integrada com o seu escritório de contabilidade. 

Oferece serviços e ferramentas atualizadas com a gestão de finanças e ajuda empresas e escritórios em todo o Brasil a otimizarem seus processos.  

Para experimentar os recursos disponibilizados pelo Nibo, você consegue fazer um teste grátis por 5 dias. 

#05. GestãoClick 

O GestãoClick é mais um software competente em gestão empresarial, com foco em otimizar sua rotina. O programa possui integração com as principais plataformas do mercado e diversas funcionalidades direcionadas a estoque, vendas e financeiro de micro e pequenas empresas.  

O usuário também encontra muitas vantagens na área do cliente, que propicia autonomia e agilidade no atendimento do negócio, onde este pode acompanhar o andamento das demandas em chamadas exclusivas. O GestãoClick ainda oferece 10 dias gratuitos para o cliente testar os seus recursos.  

#06. Omie 

Outro software que se destaca no quesito de finanças corporativas é o Omie. Promete soluções descomplicadas para empresas e contabilidade, e destaca-se por atender comércio, indústria e serviços.  

Todo o seu negócio também pode ser controlado via Omie: emissão de notas fiscais, gestão financeira, compras, estoques, produção, vendas, marketplace e integração contábil.  

A versão Omie.FIT é gratuita para empresas que faturam até R$180 mil anual e precisam emitir notas fiscais e boletos sem complicação. 

Invista na automação financeira do seu negócio 

Mesmo que você use papel e caneta para registrar as receitas e despesas do dia a dia de sua empresa, você ainda está à frente de muitos empresários que nem sequer fazem esse controle básico. Mas vamos combinar que esses métodos já são um tanto antiquados, frente aos avanços tecnológicos que vivemos.  

“Atualmente, a importação da transformação digital em empresas é cada vez mais contundente, e por sua vez, os recursos estão cada vez mais acessíveis. Por isso, investir em um bom software de gestão financeira é vital para sua manutenção no mercado”, explica Esposito, que completa “Contar com essas tecnologias não é mais um diferencial competitivo, dado que a sociedade já vive em uma era digital em que quase todos abraçaram essas transformações tecnológicas”.  

Ao realizar o controle financeiro da sua empresa por meio de softwares online, você elimina problemas básicos e complexos, como, por exemplo, não saber os meses de pico e de baixa em seu negócio.

Portanto, os programas de finanças corporativas têm a capacidade de sanar grande parte dos seus problemas de gestão empresarial. Pois tudo fica devidamente registrado em um único espaço, ao passo que você pode consultar onde e quando quiser.  

Agora se você não gosta de tecnologia de jeito nenhum, invista em uma empresa que faça uso de softwares como os citados, pois com certeza esta terá uma entrega mais rápida e mais tempo para dedicar ao seu cliente.

Debate Direito e Mídia Digital no lançamento da primeira obra de análises sobre proteção de dados pessoais em campanhas publicitárias na internet

Pedro Henrique Ramos assina obra inédita e recebe para o lançamento online Cris Camargo, CEO do IAB Brasil, Daniel Arbix, Diretor Jurídico do Google Brasil, e Renato Leite Monteiro, head de privacidade do Twitter para América Latina

No próximo dia 19 de agosto, à 19 horas, ocorre um evento aberto online de lançamento do livro Direito e Mídia Digital (ed. Dialética), de autoria do Dr. Pedro Henrique Ramos. O evento ocorrerá com um debate entre renomados profissionais jurídicos e da publicidade digital no Brasil, como:

  • Daniel Arbix, Diretor Jurídico do Google Brasil e professor da FGV que prefacia o livro;
  • Renato Leite Monteiro, fundador do Data Privacy Brasil e head de privacidade do Twitter para América Latina, que apresenta a obra; 
  • Cris Camargo, CEO do IAB Brasil, associação que tem como principal missão desenvolver o mercado de publicidade digital no país.

Bacharelado pela USP, Mestre em Direito pela FGV/SP e Doutorando em Comunicação pela ESPM/SP, Pedro Ramos reuniu nesta obra questões como proteção de dados pessoais, influenciadores digitais, propriedade intelectual, mídia programática, memes, fake news, brand safety e publicidade infantil. O conceito do livro é inédito no Brasil e tem como expectativa ampliar o debate por melhorias tanto para os profissionais que atuam em profissões jurídicas, como para empresas e profissionais de comunicação digital no mercado brasileiro.

Para participar do evento, basta fazer inscrição pelo link https://materiais.baptistaluz.com.br/direito-midia-digital-melhores-praticas. O lançamento de Direito e Mídia Digital ocorre no dia 19 de agosto, às 19 horas. 

Serviço:
Webinar: Lançamento Livro “Direito e Mídia Digital”
Autor: Pedro Henrique Ramos
Editora: Dialética
Data: 19 de agosto, à 19horas
Formato: online e gratuito
Inscrições: https://materiais.baptistaluz.com.br/direito-midia-digital-melhores-praticas

Vídeo marketing: utilize esta estratégia na sua comunicação

Vídeo marketing é uma estratégia de comunicação poderosa para atrair, converter e reter clientes, e está em alta. Cada vez mais, as pessoas estão consumindo conteúdo, estudando, pesquisando, descobrindo marcas, produtos e serviços por meio de vídeos, seja no YouTube, o maior site de rede social do mundo, Facebook, Instagram ou outras plataformas.

O vídeo marketing é uma das mais importantes ferramentas que podem ser adotadas em uma ação de Marketing Digital. Integrados ao Plano de Comunicação da empresa, os vídeos podem ser curtos ou longos, com linguagens diferentes e adequadas a cada público, sempre de acordo com o local onde serão divulgados. Além das redes sociais, também podem ser publicados no site e no blog da marca ou enviados por e-mail, para um mailing estratégico, por exemplo.

Há vários tipos de trabalhos que se enquadram no conceito de vídeo marketing, como entrevistas, animações, demonstrações de produtos ou serviços, institucionais, tutoriais e webinars.

Para muitos especialistas, e dependendo da mensagem e do público-alvo, o vídeo marketing pode ser a melhor estratégia para, literalmente, grudar o conteúdo na cabeça da audiência.

O vídeo possui elementos sonoros e textuais e, por essa razão, afeta diferentes áreas do cérebro, o que facilita bastante a sua memorização, ao contrário de um conteúdo escrito.

VÍDEO MARKETING CRESCE COM APOIO DO YOUTUBE

Quem nunca procurou alguma informação ou vídeo no YouTube? Você sabia que o YouTube, plataforma criada em 2005, já é o segundo maior buscador do mundo, só perdendo para o Google?

No final do ano passado, na sexta edição do YouTube Brandcast, maior evento da plataforma no Brasil, foram divulgados os resultados da pesquisa Why Video, encomendada pelo Google. Segundo os dados, o YouTube é a plataforma de vídeos favorita dos brasileiros, com 105 milhões de usuários mensais. Na pandemia, mais pessoas acessaram o YouTube, e por mais tempo.

A pesquisa também mostrou que os brasileiros consideram o YouTube mais importante que TVs aberta e a cabo, outras redes sociais e canais de streaming, como a Netflix.

Ainda não se convenceu? O Inside Video, estudo da Kantar IBOPE Media, revelou que o Brasil bateu o recorde de consumo de vídeos em 2020: 80% dos brasileiros assistiram a vídeos online gratuitos, frente a 65% dos estrangeiros. O mesmo vale para vídeos em redes sociais — 72% x 57%, e em serviços por assinatura — 62% x 50%.

BENEFÍCIOS DO VÍDEO MARKETING

Com a audiência crescendo, seja no YouTube, Facebook ou Instagram, para citar as maiores, pense seriamente na possibilidade de investir no vídeo marketing. Mas com estratégia e planejamento.

Vale um lembrete muito importante: opte sempre por publicar vídeos carregados dentro de cada rede social. Por exemplo, não poste no Facebook apenas o link do vídeo divulgado no YouTube. Nenhuma plataforma gosta quando você leva o usuário dela para outra. Em represália, elas entregam menos no orgânico.

Investir em vídeo marketing também vai ajudar a atrair mais tráfego para a página da empresa. E, você sabe, quanto mais pessoas na sua página, maiores oportunidades de negócios.

Muitos empreendedores e gestores de Marketing reclamam dos custos para produzir conteúdos profissionais em vídeo. Mas isso não é sempre verdade. É claro que para produzir um curso online, por exemplo, serão necessários equipamento profissional de filmagem, estúdio, atenção à iluminação etc.

Mas, acredite, boa parte dos vídeos que fazem sucesso no YouTube ou em outras plataformas é produzida com baixo custo. O público das redes sociais aceita muito bem a informalidade de um especialista gravando na calçada, com seu próprio celular. Se a imagem e o som estiverem bons e a linguagem for de fácil compreensão, os internautas se preocuparão, de verdade, é com a qualidade e relevância do conteúdo e com a competência do profissional para falar a respeito do tema.

O DESAFIO DE MONTAR UMA BOA ESTRATÉGIA

Como em qualquer ação dentro do Marketing Digital, é importante que o vídeo marketing não seja apenas um ou outro filme eventual produzido pela marca. Ele precisa estar inserido em uma estratégia maior, com objetivos e metas bem claros.

E qual pode ser o seu objetivo ao produzir um vídeo marketing? Vender produtos/serviços? Atrair leads? Ampliar a reputação e reconhecimento da marca? Se posicionar melhor no mercado diante dos seus concorrentes?

A partir dessas respostas, será mais fácil definir os conteúdos dos vídeos e o público que você deseja alcançar. Então, anote aí: conhecer profundamente o seu público é fundamental em qualquer ação de Marketing Digital, principalmente, quando falamos de vídeo marketing.

Outra dica importante é listar os principais concorrentes e avaliar como eles estão se comunicando. Estão utilizando vídeo marketing? Que tipo de vídeo estão produzindo? Lembre-se: o público deles pode ser exatamente o seu!

Além disso, tenha cuidado ao escolher o tipo de vídeo que vai produzir. O ideal é variar os formatos para não cansar o público.

Entre os diferentes tipos de vídeo marketing, existem, por exemplo, cursos, webinars, lives, filmes com as perguntas mais frequentes, tutoriais sobre produtos/serviços ou relacionados ao segmento de atuação, apresentações/lançamentos de produtos, cases de sucesso, coberturas de eventos, curiosidades sobre o mercado, entre outros, inclusive, com informações que podem ser úteis a todos os internautas.

No planejamento, não contemple a publicação dos vídeos apenas nas redes sociais. Inclua o site ou blog da empresa na programação. Especialmente no site, onde a linguagem costuma ser mais formal, os vídeos ajudam a humanizar mais a marca, passando uma imagem de proximidade aos visitantes.