Metaverso contabiliza 84 mil menções nas redes sociais em 2021

Com 29 mil autores únicos, em sua maioria homens (82%), o tema dominou as redes, atingido o pico de audiência em outubro 2021, quando o Facebook se apresentou como Meta

Tema pode ter como público-alvo o perfil de gamers, um universo com mais de 19 milhões de usuários a ser impactado pela novidade

A tendência para um futuro próximo é que toda e qualquer atividade se transforme em entretenimento por meio da tecnologia. O Metaverso deve amplificar essa experiência, espelhando o mundo real no ambiente virtual por meio do uso de avatares 3D e realidade virtual e aumentada. O tema suscitou debates e polêmicas na web ao longo de 2021 e, como consequência, obteve 84 mil menções nas redes sociais, atingindo o pico no dia 28 de outubro, quando o Facebook se apresentou ao mercado como Meta.

Essa análise foi feita pela Comscore, parceira reconhecida para planejamento, transações e medição de audiência digital em diferentes plataformas, que elencou diferentes destaques a respeito do novo mundo virtual. O report indica que as menções ao Metaverso foram feitas por 29 mil autores únicos e estiveram relacionadas aos seguintes trending topics:  realidade virtual; first airdrop; e precious gem marketplace (mercado de jóias preciosas).

O assunto foi abordado em sua maioria (82%) pelo público masculino, interessado em tecnologia, negócios, livros e família/paternidade, proveniente dos meios artístico,  educador/estudantil e legal. Apesar de instigar muitas dúvidas, a chegada do Metaverso deve ser transformadora e promete promover novos tipos de conexões humanas e potencializar diferentes formas de trabalho, lazer e entretenimento.

Entusiastas em tecnologia e inovação

O relatório da Comscore investigou, ainda, quem são os early adopters de tecnologia no Brasil e descobriu que trata-se de um grupo equilibrado em relação a gênero – 48,7% homens x 51,3% mulheres -, formado, em sua maioria (37%), por casais jovens ou mais velhos sem filhos. Identificou-se ainda que, dentro de um universo de 115 milhões de internautas, 65 milhões declararam que é importante para eles a sincronização de todos os seus dispositivos eletrônicos, e mais da metade (aproximadamente 60 milhões) concorda com a afirmação de que a qualidade do contato humano foi melhorada por meio da tecnologia.

Game lovers

Apesar de o Metaverso se apresentar ainda em estágio inicial, muitas tecnologias que o envolvem estão em rápido processo de evolução. Uma proposta de expansão de inovações por meio dos videogames, por exemplo, pode definir o público gamer como os legítimos early adopters do Metaverso. Entre eles, mais 19 milhões se consideram expert advisors ou persuasores no assunto. Entre seus sites e aplicativos preferidos no mundo virtual estão: Activision Blizzard, Twitch e Garena.

“O Metaverso deve iniciar um novo capítulo no mundo conectado e, certamente, irá dominar muitas das narrativas futuras entre marcas e consumidores. Apesar de a crescente fusão entre real e virtual trazer muitos questionamentos a respeito do futuro social e das relações humanas, essa inovação envolve uma ampliação da conexão entre pessoas, representadas por seus avatares, por meio da tecnologia. Assim será possível interagir, vender, ensinar e se relacionar de uma maneira ainda mais potente”, destaca Alejandro Fosk, Gerente Geral da Comscore na América Latina