O futuro dos mecânicos para os próximos 5 anos

Está muito difícil prever o futuro hoje em dia, pois as transformações e desrupturas acontecem de forma cada vez mais inesperada, mas os sinais que o mercado emite já apontam no mundo automobilístico que o mecânico nos próximos 5 anos deverá ter competências nas áreas de leituras de catálogos eletrônicos de autopeças, entendimentos de processos para fazer mais serviços em menos tempo e determinação na construção de uma agenda firme de capacitação profissional para enfrentar a transição de um universo de motores a combustão interno, para um mix complexo de tipos de energias de propulsão que vai desde o conhecido flex, passando pelo híbrido e chegando a eletrificação.

Suas competências deverão ir além do conserto, permitindo a construção de indicadores de ocorrências através de registros telemétricos obtidos em tempo real com base em marcas e modelos de veículos, identificando os sistemas com mais demandas de problemas, até conhecer bem qual componente substituir, significando muita leitura e acompanhamento através de celulares. A conclusão que chegamos é que estaremos mais conectados e vivenciando o reparo realizado, o que demandará mais responsabilidades e soluções rápidas.

Luiz Sergio Alvarenga
Diretor da Alvarenga Projetos Automotivos