Varejo digital – 57% dos brasileiros fazem compras online em sites estrangeiros; 23% deles pagam com PayPal

PayPal Holdings, Inc. (NASDAQ: PYPL) publicou, na última sexta-feira, seu informe anual Borderless Commerce Report 2021, que destaca as tendências globais do comércio eletrônico, os métodos de pagamento mais usados, as principais plataformas de compra e os matizes locais de 13 mercados em nível mundial durante todo o ano passado – incluindo o Brasil.

A conclusão do Borderless Report 2021 é de que a onda de digitalização que atingiu o mundo inteiro, refletida no aumento de 28% na penetração global da internet, revelou que os 13 mercados estudados passaram a ter mais em comum do que o que os diferenciava. Países com alta adoção de e-commerce, como os Estados Unidos, cresceram 10 anos em apenas 90 dias; e países com menor penetração experimentaram migrações massivas para as compras online, lideradas por países altamente dinâmicos, como o Brasil

Por aqui, durante 2020, grande parte da população passou a enxergar, no comércio eletrônico, uma excelente opção para comprar produtos e serviços, por causa das medidas de distanciamento social e prevenção ao contágio, de acordo com o IBGE e a Ebit|Nielsen. Porém, o que começou como uma alternativa mais saudável, ganhou ares de atividade permanece – que cresce graças à oferta de valor do comércio eletrônico e dos pagamentos digitais.

Ao mesmo tempo em que o e-commerce ganhou força no País, 57% dos compradores digitais fizeram pelo menos uma compra no exterior, sendo 78% pelo smartphone, durante 2020. Os principais países em que compram: China (com 56% de respostas dos entrevistados); EUA (com 26%) e Japão (com 7%).

A seguir, alguns destaques do levantamento:

  • Buscando bons preços, 38% dos brasileiros que fazem compras online disseram estar mais dispostos a fazer compras internacionais agora do que antes da pandemia – segundo maior aumento entre os 13 mercados pesquisados, atrás somente do México.
  • Cada vez mais brasileiros e brasileiras realizam compras online no exterior e 23% deles/delas usam a carteira do  PayPal como método preferido de pagamento, graças à segurança e à proteção ao comprador, revela a pesquisa. “Fomos testemunhas, em nível mundial, de como, durante 2020, as pessoas compraram com maior frequência em sites internacionais, atraídas por preços competitivos e maior diversidade de produtos”, explica Leonardo Sertã, Head de Desenvolvimento de Mercados do PayPal Latam. “Isso porque, comprar em sites estrangeiros tem se tornado cada vez mais fácil e seguro, muito por causa das plataformas de pagamentos digitais, como o PayPal, que melhoram e facilitam a experiência de compra dos usuários.”
  • A possibilidade de encontrar melhores preços no mercado internacional é uma das principais motivações para 62% dos pesquisados, seguida pela capacidade de encontrar produtos novos e interessantes (32%), e ter acesso a itens que não podem ser encontrados tão facilmente no Brasil (29%).
  • Para 18% dos brasileiros, o idioma ainda é um fator determinante quando acessam marketplaces internacionais. Questionados, eles responderam que, se o atendimento não estivesse disponível em português, não teriam realizado a compra.
  • 80% dos brasileiros que responderam à pesquisa disseram ter experimentado novas marcas ao comprar online em 2020 – assim como afirmam ter desenvolvido novos hábitos de consumo durante a pandemia.
  • Por outro lado, 40% dos entrevistados pela pesquisa afirmaram que a instabilidade da internet os impediu de realizar pelo menos uma compra no ano passado, e os prazos de entrega podem ser um obstáculo adicional às vendas internacionais.